Notícias

Uso de placas veiculares padrão Mercosul é adiado

 

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou por mais um ano a obrigatoriedade das placas veiculares com padrão único para todos os países do Mercosul.  Assim, o novo modelo deverá ser usado a partir de 1º de janeiro de 2017 e não em 2016, como estava definido. A mudança foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (30).

 

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Detrans e diretor geral do Detran Paraná, Marcos Traad, que acompanhou a reunião do Contran, a prorrogação foi em função de ajustes técnicos. “Falta concluir o sistema de informática necessário e verificar questões de segurança na fabricação das placas. Não é só criar um visual único para todos os países do bloco, mas permitir a criação de novas combinações de números e letras”, explica.

 

O modelo será adotado apenas para novos emplacamentos. Para quem tem carro já emplacado, a troca é opcional.

 

MUDANÇAS: As novas placas terão mais letras e menos números e a cor do fundo será sempre branca. Só as cores das fontes vão variar:  para veículos de passeio, cor preta; para veículos comerciais, vermelha; carros oficiais, azul; em teste, verde; diplomáticos, dourado; e de colecionadores, prateado. As medidas serão as mesmas já utilizadas pelos brasileiros - 40 cm de comprimento por 13 cm de largura.

 

O nome do país estará na parte superior, sobre uma barra azul, enquanto o nome da cidade e do estado estarão na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões. Marcas d'água com o nome do país e do Mercosul estarão grafadas na diagonal ao longo das placas, com o objetivo de dificultar falsificações.

 

No Brasil, a placa terá ainda uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa.

 

Fonte: AND - Associação Nacional dos Detrans

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

FacebookTwitterGoogle Bookmarks